quarta-feira, 21 de dezembro de 2011


Hoje eu escrevi uma carta para ela, mas, o medo me impede de enviar.

Oie meu amor, (Será que posso lhe chamar assim?)

Eu fico de longe observando você, vejo tuas lagrimas, sinto a tua dor e fico tentando adivinhar o que ele fez desta vez para te deixar assim, porque quando você esta mal eu também estou e talvez seja por isso que eu desejo tanto que você fique com ele, eu sei que é isso que você quer e que só assim estaria feliz, não que eu não seja capaz de fazê-la feliz, mas, é ele que você ama, não posso forçá-la a sentir por mim o que sinto por você.

O amor é tão complicado que chego a me sentir confuso em relação a ele afinal eu daria tudo pra lhe fazer sorrir, mas, enquanto isto você faria o mesmo só que não por mim, o mais patético de tudo isto é que você nem sabe que eu existo, ou melhor, jamais me olharia com outros olhos, somos apenas bons e velhos amigos.

Sei que o amor nos faz cometer loucuras, nos dá forças, e nos move, mas, o medo me bloqueia e esse é o principal motivo de não ter lhe contado desde o principio tudo que sinto por você; Sei que é ilusão achar que um dia possamos formar uma família juntos, mas, eu seria o cara mais feliz do mundo se pudesse te ter em meus braços ao menos uma vez, e pode acreditar que não estou exagerando porque diferente do que você pensa e do que ele te faz pensar, você é uma mulher maravilhosa e só um cara muito otário não nota isto. O seu sorriso é capaz de iluminar o meu dia como um raio de sol, o teu olhar me acalma assim como as ondas do mar, o teu cheiro me embriaga e a tua voz me enlouquece. Se existi-se a perfeição ela teria o teu nome, pois você á a mulher, mas incrível que já conheci em toda minha vida e eu não estou brincando.

Eu queria ter coragem o suficiente para olhar em teus olhos e dizer o quanto você é especial para mim, o quanto lhe amo e então pedir uma chance para te fazer feliz, mas, tenho medo de sua reação, tenho medo que este amor lhe afaste de mim, então prefiro amar-te em silêncio, pois apesar de doer só assim tenho a garantia de ter você por perto.

Querido diário hoje eu escrevi um bilhete para ele, mas, não tenho coragem de entregar.

Sei que infelizmente somos apenas amigos, mas não pude impedir este sentimento que nasceu em meu coração há um tempo e por isso choro tanto, pois você não sente o mesmo por mim, isto é tão estranho eu choro por você em teus braços na esperança de que você faça mais do que enxugar minhas lagrimas, mas parece que você não vê, você não nota que eu quero bem mais do que estar ao teu lado, quero viver com você.

Querido diário sei que se você pudesse falar já teria me dito que por medo de arriscar é que perdemos o que a gente tanto quer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Este espaço é todo seu!
Obrigado pela visita e volte mais vezes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...