sábado, 17 de dezembro de 2011

Marcas da vingança

Olá amor me desculpe ter saído sem avisar, mas, é que tive medo de me envolver demais, sei que parece bobagem afinal eu já estou totalmente envolvida, mas realmente tive muito medo, medo de que você fosse embora deixando um vazio não só em meus dias mais também em meu coração e por esse motivo eu parti, parti antes que você o fizesse. Sei que parece egoísmo, mas, não é; Veja bem meu querido você se lembra de quando se foi sem aviso prévio e deixou em mim uma dor que remédio nenhum conseguia curar um vazio que ninguém no mundo conseguia preencher? Você se lembra? Eu chorei durante meses, eu implorei, te procurei, mas, não o encontrei em lugar algum a não ser em mim, dentro do meu coração e em cada vestígio de minhas melhores memórias, Passado um tempo de muita dor, de toda a angustia e solidão, resolvi colocar o meu melhor vestido e encarar o mundo novamente só que dessa vez sem você, Voltei a minha rotina meu amor, Voltei ao que eu era antes de você, uma pessoa morna, insossa, que não tem amor a nada, nem mesmo a vida, eu voltei a percorrer o mesmo caminho todas as manhãs, a parar na mesma lanchonete na qual nos conhecemos, você se lembra? Ela sempre foi tão aconchegante quando tomávamos nosso café da manhã aos domingos, mas, adivinhe meu amor? Hoje ela não está, tudo parece tão vago, tão triste, é tudo tão igual, não existe, mas a alegria de antes, as nossas conversas e risadas, toda aquela luz, aquele amor onde será que foi parar? Você se foi e levou com Você toda a magia do amor, me deixou apenas com a pior parte, a, mas doida, aquela na qual sentimos ao se deparar com o abandono. Eu me lembro com detalhes do dia em que você partiu você estava usando aquela camisa xadrez que eu lhe dei no dia do nosso 1° aniversario de namoro e Também aquela calça jeans surrada no qual eu derramei molho de pimenta no nosso primeiro encontro, O seu cabelo estava jogado pro lado da forma que só você sabe fazer quando está com pressa de sair, Você pegou tua jaqueta de couro, a chave do carro e bateu a porta após dizer aos berros que eu não era a garota certa pra você e então você ligou o carro e se foi para aparentemente nunca mais voltar; E foi assim meu amor que começou toda a amargura, eu bebi durante muito tempo tentando esquecer a dor, eu confesso que quase vacilei procurando novas drogas para me viciar e então me esquecer de você, mas, não deu certo porque nada no mundo consegue apagar um amor verdadeiro e então ele continuou aqui, você continuou aqui no meu coração como uma boa lembrança que jamais será esquecida, aos poucos fui retomando minha vida, conhecendo novos lugares, mas, nada se comparava ao aconchego do teu corpo, na procura da batida perfeita nada superava o som da sua voz, passei a frequentar os nossos lugares sozinha na esperança de te reencontrar, eu fui até o fundo do poço, na verdade você me jogou lá e lá eu permaneci à espera de alguém para me socorrer.

Depois De meses no inferno alguém teve piedade de mim meu amor, á ele que eu devo a pequena vingança de hoje, ele conseguiu ver em mim o que você não viu, sei que vai parecer irônico, mas eu o conheci numa manhã de domingo naquela que costumava ser a nossa lanchonete desta vez eu não estava tomando o meu cappuccino rotineiro, era algo mais forte bem mais forte: Vodka para apagar a dor, eu havia virado a noite naquele balcão, chorando dores de um amor que não volta mais, eu gritava desesperadamente seu nome na esperança de te ver voltar quando de repente a porta se abriu e você apareceu, é você mesmo ,não se espante depois de tantas doses daquele maravilhoso veneno, seu rosto estava em todo lugar, eu o abracei e o beijei como nunca o fiz naquele momento me sentia tão completa, e feliz tudo estava perfeito aparentemente nada estragaria nosso momento, de repente me senti enjoada, uma ânsia de vômito que ia e voltava, provavelmente desmaiei em seguida, pois quando dei por mim estava em um banheiro publico coberta de vômito e ao meu lado segurando meus cabelos estava ele, o cara mais lindo e atraente que vi em toda minha vida, tudo bem que ele estava meio sujo, mas a culpa disso tudo era minha afinal quem mandou beber demais?

Ele fez o possível para nos limpar e em seguida tirou do bolso do palitó um remédio e pediu que eu tomasse provavelmente ele estava atrasado para o trabalho, mas graças a mim neste dia ele teve uma folga afinal um homem que se presa jamais abandona uma mulher indefesa, em apenas duas horas ele fez por mim mais do que você fez em dois anos sei que parece difícil de acreditar, mas ele é o cara, e talvez neste exato momento você esteja o pré-julgando, mas, não querido, ele não é gay, porque eu sei disso? Hahaha tivemos uma noite maravilhosa e diferente de você ele não me abandonou depois, estamos juntos há quase seis meses e posso lhe garantir que foram os melhores meses de minha vida; Talvez você esteja se questionando agora onde esta o amor que eu sentia por você, bem ele escorreu pelo ralo de um banheiro publico, pois foi ali que me dei conta de que entre nós dois nunca existiu amor, era algo doentio uma obsessão que eu nutria por você, era um vicio, um vicio do qual me recuperei; Antes que eu me esqueça “amor” achei patético o dia em que você voltou arrependido do mal que me fez. Ainda não esta entendo aonde quero chegar não é mesmo? Seu raciocínio sempre foi lerdo, não lhe culpo pensar nunca foi seu forte, pois agora irei lhe explicar em detalhes o porquê de ter voltado pra você, o porquê de aceitar teu pedido de casamento. Eu nunca fui assim vingativa, mas você merecia uma lição e eu queria ser a professora dessa vez, antes de começar vou lhe agradecer por ter me ensinado a ser menos vulnerável como você sabe todo bom professor aprende com o seu aluno.

Lição numero um meu “amor”: Jamais, em hipótese alguma prometa algo que não é capaz de cumprir.

Eu prometi vingança e hoje estou a colocando em pratica.

Vingança - O inicio

Você voltou depois de exatos 15 meses, voltou disposto a assumir seu lugar, pena que ele não te pertencia mais. Quer saber de uma curiosidade ‘amor’? O universo conspirou a meu favor dessa vez. Quando você chegou totalmente arrependido e carente eu estava irradiando felicidade, há pouco tempo havia descoberto que estava grávida dele: O homem da minha vida, já havia planejado meu casamento, os preparativos estavam se iniciando e ele havia feito uma viajem a negócios voltaria em dois meses tempo exato, na verdade o necessário pra por em pratica o que reservei para você.

Não sei se você se recorda, mas no dia em que você voltou eu usava um vestido vermelho, vermelho cor de sangue, sangue me lembra vingança e você deveria ter percebido o que aquela cor estava tentando lhe alertar, eu sei “amor” que eu poderia ter matado você de uma forma rápida, mas, não parecia justo, eu preferi ser cruel, eu resolvi lhe dar o troco e foi assim que eu fiz. Esse dois meses que ficamos juntos foram terríveis para mim, ter que estar com você fingindo um amor que não existia, esbanjando doçura só para te conquistar, tudo bem confesso que não foi tão difícil assim lhe conquistar e cada passo que dei cada atitude minha perante você foi meticulosamente analisada como em um jogo de xadrez, você estava tão vulnerável que em uma semana já havia me pedido em casamento e eu? É claro aceitei aos poucos você foi baixando a guarda e sem perceber já estava em minhas mãos, Você estava tão cegamente apaixonado que não percebia o perigo se aproximando Enquanto eu tocava minha verdadeira vida, você imaginava que tudo aquilo era pra você, pensava que os preparativos do MEU casamento eram para nossa festa de casamento, que tolo meu “amor”, era melhor ter guardado seu dinheiro pra comprar o teu caixão, você iria precisar dele mais rápido do que imaginava.

Passadas três semanas resolvi te fazer mais feliz, lhe contei a respeito da gravidez e a doce ilusão lhe enganou mais uma vez: O filho não era seu, não poderia ser; Sua inocência foi tão grande que nem notou minha barriga de quase dois meses, faça as contas meu bem, Tem certeza que o filho é seu? Bem, acho que já me expliquei demais não é só me esqueci de lhe perguntar o que sentiu ao acordar sozinho? Medo? Solidão? Desespero? Foi isso que senti quando você partiu.

Antes que me esqueça meu “Amor” como anda sua saúde? Talvez não tenha notado doses tão pequenas de veneno não fazem um grande efeito, mas, não se preocupe esta ultima dose será fatal, foram duas gotas por dia, durante quase dois meses, a ultima dose foi um frasco inteiro, mas calma me certifiquei de que o efeito te desse tempo de ler esta pequena carta de “amor”.

O Que foi meu “amor” sua garganta esta seca? Sua voz esta falhando? Seus olhos estão pesados? Calma meu amor tudo ficará bem, vai passar, e o seu corpo? Não se preocupe Já sei o que fazer com ele. O veneno que usei é na verdade um remédio comum que se usado em maior quantidade tem um efeito contrario. Ta vendo essa palpitação no seu peito? Faz parte de toda a vingança.






Moral: Lembre-se tudo que fazemos de uma forma ou de outra sempre se volta contra nós, as vezes até com mais intensidade.

9 comentários:

  1. Muito bonito o seu texto! Adorei a moral da história..
    Seguindo aqui (:

    http://thebookofmydreams.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. è sim um belo texto...
    me identifiquei muito com algumas partes da história, as vezes faço isso... encontro minhas metades por aí... perdidas!

    gostei muito da história...
    parabéns!!!
    seguindo você.

    http://lapsosdeumamentebipolar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, como foi profundo esse texto! Adorei!
    Li com toda calma do mundo pra não passar despercebida em uma linha sequer.
    Muito Bom!


    Seguindo..
    Segue?

    preparativoscomcarinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. muito bom seu blog, gostei muito

    Quando for comentar. ñ comente no primeiro post e sim no filme que mais goste sei lá

    http://conexaofilmesonline.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. muito legal o seu texto amore!!! gostei mt mt mt...

    ResponderExcluir
  6. Um texto obscuro. Gostei das palavras usadas e da tonalidade e "velocidade" seguidas em algumas partes.Gostei muito da utilização de aspas no amor em meio a carta onde o desenrolar finalmente se torna claro. O final foi um tanto quanto "doce' em meio ao desespero.Um texto que deixa a refletir as consequência de atos não pensados,não somente do homem,mas,também da mulher. Parabéns.Ótimo texto. =)

    ResponderExcluir
  7. gostei do texto meus parabens e uma historia qe nos faz ter mais conciencia na hora de pensar em abandonar alguem qe a gente sabe qe gosta da gente a vingança é tao silenciosa qe ninguem percebe quando se percebe ja era por isso nao devemos fazer sofre qem gosta da gente ...... gostei muito do texto linda sempre qe tiver um tempinho vou esta por aqui lendo um pouco e comentando rssrsr bjs h.g.s

    ResponderExcluir
  8. VC MUITO GENIA PRA CONTAR ESSAS ,ESSAS HISTORIAS CADA VEZ ME DEIXA PREPREXISO,ME DEIXO DE QUEIXO CAIDO COMTINUI ASSM BJS..

    ResponderExcluir
  9. Adorei, acho que grande parte das garotas se identificaram com alguma parte do seu texto >< Genial *u*

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Este espaço é todo seu!
Obrigado pela visita e volte mais vezes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...