quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012


  • Ela: Oie
  • (Cinco minutos depois)
  • Ela: Oie
  • (Vinte e cinco minutos depois)
  • Ela: Oiie?
  • (Dez minutos depois)
  • Ela: Oi ¬¬... Não fala mais?
  • Ele: Há! Oi, estava ocupado...
  • Ela: Obrigado por me deixar esperar todo este tempo.
  • Ele: Denada.
  • Ela: Eu estava sendo irônica, não percebeu?
  • Ele: Percebi. Sabe o que mais percebi?
  • Ela: O que?
  • Ele: Que você ainda me ama, fica correndo atrás de mim, enchendo o saco. Você não entendeu quando eu mandei você largar do meu pé? Quer que eu soletre pra você sumir da minha vida?
  • Ela: Você esta enganado, não te amo. Eu te procuro sim, não nego, também não nego que te espero e que me preocupo.
  • Ele: E porque nega que me ama? Poxa to namorando você sabe e sabe também que entre nós não rolou nada, foi uma pegada, é passado, acabou.
  • Ela: Não acabou.
  • Ele: Está vendo você ainda me persegue, não consegue entender que já deu o que tinha que dar? Parece até obsessão.
  • Ela: Não acabou porque nunca existiu. Não existiu o NÓS, éramos apenas eu e você, só que eu sempre fui assim intensa e talvez seja por isso que você não consiga entender quando Digo que não o amo mais.
  • Ele: Se não me ama por que me procura?
  • Ela: Guardo um carinho por você, me preocupo e torço verdadeiramente pela sua alegria, mas se você não consegue entender isto, tudo bem, eu saiu da sua vida, eu queria apenas continuar com aquela amizade que tínhamos antes de tudo acontecer, pois mesmo que não fosse uma das melhores, era algo bom, mas já que você não é maduro suficiente para isto, já que não consegue esquecer o passado, acho melhor ir cada um para o seu lado.
  • Ele: Eu não consigo esquecer o passado?
  • Ela: é isto que esta parecendo.
  • Ele: Você que veio me procurar.
  • Ela: E foi você que desenterrou este assunto.
  • Ele: Eu estava bem até você chegar.
  • Ela: Não, você não estava se estivesse realmente bem não estaria ai se lembrando de “tudo” que vivemos.
  • Ele: Mas nós dois não vivemos nada.
  • Ela: Mas parece que este "nada" significou mais pra você do que para mim.
  • Ele: Não significou.
  • Ela: Se não houvesse realmente significado você não estaria incomodado com a minha presença.
  • Ele: Eu não estou.
  • Ela: Não é isto que parece.
  • Ele: Nem tudo que parece é.
  • Ela: Realmente, você parecia me amar as vezes. Você não amava.
  • Ele: Eu não amava, mas agora amo.
  • Ela: Este é o grande problema, precisamos perder pra dar valor.
  • Ele: Eu te perdi?
  • Ela: Sim
  • Ele: Quando?
  • Ela: Quando me expulsou da sua vida.
  • Ele: Você Pode voltar?
  • Ela: Posso, mas não vou.
  • Ele: Por quê? Não me ama mais?
  • Ela: Amo, mas aprendi a me amar em primeiro lugar.

2 comentários:

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Este espaço é todo seu!
Obrigado pela visita e volte mais vezes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...