sábado, 4 de abril de 2015

Resposta ao Defunto

Eu me lembro com detalhes do dia que você saiu pela porta jurando nunca mais voltar, hoje fazem exatamente dez anos...
Dez longos anos que vivo a espreitar na janela, tentando encontrar qualquer sinal de que você já vem, são dez anos perdidos, cheio de lagrimas e poucos sorrisos.
Anos em que pude ver e sentir o estrago que a saudade faz, a sua partida afetou a todos, até o cachorro que mesmo depois desses anos ainda o espera na porta como era de costume, mamãe vez ou outra se esquece e ao nos repreender por alguma estripulia solta aquela frase: "Espera teu pai chegar que ele vai saber o que você andou aprontando", no inicio os pequenos esperavam mesmo mas, com o tempo até parece que já se esqueceram que você sequer existiu um dia.
Eu tinha apenas oito anos quando você se foi, eu o tinha como um herói, sempre um paizão, meu melhor amigo. Você me decepcionou. Você acabou com as nossas vidas no dia em que decidiu partir. Você deixou um buraco que não foi e talvez nunca será preenchido por mais ninguém.
O que mais me atinge nisso tudo é perceber o amor e carinho que ela (mamãe) teve e ainda tem por você; Mesmo depois de tudo que foi feito e tudo que foi dito ela ainda o ama perdidamente e o espera todo esse tempo, ela deixou passar toda a sua juventude, deixou de lado seus belos traços de mulher, ela se esqueceu do valor que tem e decidiu ficar aguardando o dia de sua volta, nada nem ninguém a fez mudar de ideia quanto a isso, ela já teve inúmeros pretendentes mas insiste em dizer que é por você que o coração dela bate mais forte, seria um amor bonito se fosse algo reciproco mas, todos sabemos que não é. Talvez você acredite que seja fraqueza da parte dela mas não se engane, ela suportou muita coisa esses anos, tempos cruéis e ela conseguiu seguir em frente (de certa forma).
Lembro que no dia em que você se foi nos contou que existia outra em seu coração e você precisava partir a procura de sua felicidade, confesso que ainda tô tentando entender o porque nós (os filhos) tivemos que pagar pelo preço da sua alegria mas, a escolha foi sua e infelizmente essa é uma resposta que eu nunca vou ter... 
Hoje recebi uma carta sua, tentando o que seria uma provável aproximação, resolvi responder, não porque você mereça noticias nossas mas só pra te pedir que mantenha distância assim como fez esses anos todos afinal você morreu pra mim a dez anos atrás.
Ps: Se é o perdão que você quer, está dado mas faça o favor de nos esquecer, não estamos preparados para sofrer tudo de novo.


*Carta Fictícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Este espaço é todo seu!
Obrigado pela visita e volte mais vezes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...