quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

sobre o meu ciume

Existe um bichinho chamado ciume, ele anda lado a lado com a insegurança e costuma aparecer quando algo não vai bem, não necessariamente o relacionamento em si mas, muitas vezes com nós mesmos, isso é um problema afinal o ciume é um bichinho com uma fome insaciável e ele cresce de uma forma que pra mim chega a ser incontrolável, basta um olhar diferente, um oi sem graça, um mal momento, segredinhos ou então um ar de mistério e de repente o tempo fecha e nada parece capaz de amenizar a situação.
Admito que as vezes chega a ser insuportável até mesmo pra mim mas, não há nada que eu consiga fazer para mudar isso, é bagagem de relacionamentos anteriores que trago comigo e que  infelizmente não dá pra se largar por ai numa esquina qualquer... Sabe quando tudo deu sempre tão errado, que o certo passa a te assustar? Ou quando  vez ou outra o certo não lhe parece tão certo? Ou quando a confiança se desestabiliza e até o certo passa a  te decepcionar e então você se questiona: O que ainda estou fazendo aqui? Quando você se pergunta se merece mesmo isso ou até mesmo onde errou e passa a duvidar se é mesmo uma boa mulher quando lá no fundo você sabe que é a mulher mais incrível do mundo... 
Sabe quando foram tantas mentiras que quando se conta a verdade já se torna difícil de acreditar? São nesses momentos que o tempo se torna indispensável e é preciso ter paciência e também muita vontade de permanecer juntos se não tudo vai por água abaixo mas a culpa não é só nossa afinal o ciume muitas vezes é uma doença daquelas intratáveis só que  ninguém entende isso, ninguém aceita, Ninguém nos ajuda, ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Este espaço é todo seu!
Obrigado pela visita e volte mais vezes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...